terça-feira, 12 de maio de 2009


Querida Dona Rose,


Como era de se esperar, seus bombons recheados foram um sucesso. Louise ficou envergonhada por você ter tido o trabalho de fazer os bombons, mas eu disse que você não ia me deixar vir sem trazê-los.

O festival foi muito bonito, mas aconteceram algumas coisas estranhas. Na segunda noite ouvi um barulho de portão de ferro vindo das casas próximas ao centro. Louise estava junto comigo e fomos ver o que era, vimos então um homem caído na rua. Lembro de quando você me disse que quando uma pessoa se torna médico e gosta do que faz, não consegue nunca negar a profissão. Ele tinha levado uma pancada forte na cabeça e tentou caminhar até onde tinha mais gente, mas não aguentou muito tempo. Mais tarde ele disse que estava trabalhando como segurança do banco. Mas até agora não teve nenhuma notícia de roubo. É estranho, pois tenho quase certeza de que a pancada não foi acidental. Mas eu sou um médico, não um investigador criminal, então tento não me preocupar muito mais com isso. O segurança já está passando bem, portanto estou mais tranquilo.

Falando em investigações e mistérios, Louise anda recebendo poemas de um admirador secreto. Diz ela que não faz idéia de quem seja. Durante o festival ela recebeu mais um poema e quase explodiu de vergonha quando a forcei a me mostrar. Seja lá quem for, é um ótimo poeta.

Lembra-se do Sr. e Sra. Brewer? Eu e Louise fomos acolhidos por eles assim que chegamos à cidade, ainda crianças. Como ela não apareceu no festival, fui visitá-los. A Sra. Prudence estava bem fraca logo que cheguei. Mas depois que passei a cuidar dela, tem apresentado melhoras significativas. Parece-me que estava tomando alguma medicação errada, ainda não tenho certeza.

Ficarei por aqui até o fim do mês, espero que o pessoal do hospital saiba se virar mais um tempinho sem mim. Continuarei a mandar notícias.

Um Abraço,


William.


14 comentários:

Marina disse...

Eu gosto de William. Algo me diz que ele ainda vai fazer algo importante nessa história.

(Tem ironia maior que um dos autores falando do futuro da história na qual está trabalhando? Mas o fato é que ainda temos partes muito vagas.)

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Oi Marina,

Que fofo o seu blog, gostei da proposta, bem bacana. Ficarei de olho. Super obrigada pela visita ao 3xtrinta. E por gostar da gente! Fiquei feliz.

Beijão,

Bela - A Divorciada

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Oi Marina,

Tudo bom? Obrigada pelo comentário, vou indicar seu blog para uma amiga que quer fazer algo nessa linha, mais literário.

Beijão e bom finde,

Bela - A Divorciada

Brecho Juci disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Cadinho RoCo disse...

Pancada na cabeça não é brincadeira.
Cadinho RoCo

Thiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Liter & Art disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Cadinho RoCo disse...

Diagnóstico médico é sério muito sério e contribui em muito para muitas investigações.
Cadinho RoCo

Vivendo na Eternidade disse...

Proposta interessantíssima a realizada pelo seu blog. Estamos embasbacados com sua clareza ao redigir cartas, ao formar pensamentos objetivos e inspiradores. Conseguimos imaginar toda a situação descrita por William. Parabéns.

Caso se interesse, visite nosso cantinho também. Ficaremos honrados em vê-la por lá.

www.fantasiandoarealidade.blogspot.com


Abraços,

Alice/Carter.

Razek Seravhat disse...

Difícil entender, mas valeu! quem sabe na próxima.

Zaratustra disse...

Li apenas a introdução do blog e é muito interessante...parabéns pela idéia.

Vou deixar pra mergulhar nesse mar de cartas quando voltar, porque estou com pressa pra uma viagem importante. Certamente voltarei e deixarei muitos comentários.

Saudações

O Matuto disse...

Muito bons os textos...esse do Willian...bah!
seguirei acompanhando de perto!
abs!

Fernanda disse...

Muito boa a ideia desse blog. Parabéns!